quarta-feira, 9 de agosto de 2017

[Resenha] Mentirosos - E. Lockhart

Autora: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Páginas: 272
Classificação: 3.5/5 estrelas
Título Original: We Are Liars

Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais.

Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

Resenha:

Na família Sinclair, ninguém é carente, criminoso, viciado ou fracassado. Mas talvez isso seja mentira.

Há muito tempo queria ler Mentirosos, pois toda uma hype criou-se quando ele foi lançado - tanto aqui, como nos EUA. E como todo mundo dizia que o menos que você soubesse sobre a história seria melhor, sempre fugia de posts que envolvessem o livro.

A história realmente consegue nos prender! A escrita de E. Lockhart é viciante, cheia de metáforas e duplo sentido, nos instigando a continuar lendo para descobrir o que aconteceu no verão dos quinze. Apesar de ter descoberto o real mistério a partir de um determinado momento, ao finalizar o livro é perceptível quantas pistas a autora deixou durante a história, ou seja, foi o típico plot twist que sempre esteve ali mas algumas pessoas que não perceberam.

Agora os personagens não conseguiram me cativar tanto, infelizmente. Não consegui me identificar e torcer por nenhum, pois a própria história nos faz desconfiar de todos. A única que realmente torci foi por Cadence - e mais para ela descobrir o que houve, do que por ela em si. Apesar disso, Gat até possui algumas cenas interessantes, quando envolve um certo Sinclair. Mas o romance e os personagens secundários realmente não me convenceram, o que foi uma pena.

Ainda assim recomendo Mentirosos caso você esteja procurando de um suspense, pois nesse quesito ele pode surpreender. Não foi uma experiência 100% ótima pois não foi tudo o que eu esperava e descobri o final, como já disse; mas ainda assim conseguiu me prender por algumas horas, então até que valeu a pena.

PS: Só leia esse parágrafo caso realmente tenha lido o livro, ok? Ok! Mais alguém ficou com a sensação de que, no fundo, Candance causou a morte dos amigos intencionalmente? A história não dá muitos indícios disso, mas como a mesma disse no início, ela gosta de "brincar com palavras" (colocando-se assim sempre como vítima, já que é a narradora), e sua mãe desde pequena a incentivou a ser a melhor neta para herdar tudo do avó, então ela pode ter dupla personalidade. Talvez não foi a intenção da autora, mas essa possibilidade me passou pela cabeça.

Um comentário:

  1. Você falando assim, sobre ela ter feito de propósito, me fez repensar e ter algumas dúvidas, afinal, como a própria Candance diz, ela não suporta idiotas.
    (In)felizmente, só percebi o plot twist ao terminar.

    ResponderExcluir