sexta-feira, 20 de março de 2015

[Resenha] Os 13 Porquês - Jay Asher

Autora: Jay Asher
Editora: Ática
Páginas: 256
Classificação: 5/5 estrelas (+ Favoritado no Skoob)
Título Original: Thirteen Reasons Why

Nota: Essa resenha foi escrita em dezembro de 2013.

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Resenha:

"Você não pode interromper o futuro, nem modificar o passado.''

Depois que comecei a ler livros regularmente, Os 13 Porquês foi um dos primeiros pois estava disponível na biblioteca da minha escola. E foi bem interessante ver que ele está disponível em várias escolas - pois alguns amigos de outros estados já disseram ter encontrado-o na biblioteca -, afinal ele pode ajudar muita gente que passa pelo que o livro trata: o bullying.

É engraçado como o livro passa realmente o sentimento de Hannah. Ao longo que vamos descobrindo as brincadeiras que ela sofre, pensamos "nossa, essa nem foi tão grave assim", mas como ela mesmo diz,  tudo se tornou uma enorme bola de neve que, em determinado momento, tornou-se impossível de conter. A partir desse momento, vemos que até essas mais simples foram graves e fatores importantes para o final trágico da garota, que não foi fraca como se auto intitulou. Ela apenas chegou à um ponto que não aguentava mais.

É impossível não se envolver com o drama de Hannah e não torcer para que ela apareça viva no final, mesmo que saibamos que isso é impossível, já que Clay deixa claro que ela realmente morreu. Clay, aliás, é tão envolvente quanto a menina. Ficamos curiosos em descobrir o que ele fez contra a garota, já que nem ele sabe e nunca fez nenhuma dessas brincadeiras com ela. E foi bem legal que o motivo dele é revelado entre uma das fitas do meio, e não somente na última, como eu pensava que seria.

É um livro rápido que nos instiga e é engraçado que a história realmente pode se passar em apenas uma noite, como ocorre. Assim como Clay, é impossível parar de escutar (ler, no nosso caso) as fitas e descobrir quem foi responsável pela morte de Hannah. Nunca pratiquei bullying com nenhum colega por achar isso extramente infantil e esse livro só ressaltou o que eu já sabia: além de infantil, pode ser mortal. Definitivamente, é um livro que deveria ser discutido em salas de aulas.

Esse livro é o de estreia de Jay Asher e ele não tinha como começar melhor. Sua escrita é direta e envolvente. Ponto extra para o mapa que ele criou e que vem na contracapa do livro. Foi bem legal ver como eram os lugares onde Clay passou a noite. Infelizmente, esse livro não é tão conhecido e merecia muito mais reconhecimento do que vários que existem por aí. Isso poderia acontecer com a adaptação cinematográfica do filme que estava prevista desde 2009 e com Selena Gomez no papel de Hannah, mas até hoje, isso não aconteceu. Mas recomendo muito o livro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário